sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

VI Festival de Cinema Venezuelano em Recife :: 13, 14 e 15 de dezembro de 2015 :: Entrada franca!


Maiores informações: https://www.facebook.com/Consulado-de-Venezuela-en-Recife-1432055413727032/timeline?pnref=story

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

II Conferência Internacional "Com Todos e para o Bem de Todos"

CONVOCATÓRIA 

II Conferência Internacional "Com Todos e para o Bem de Todos" 



O Projeto José Martí de Solidariedade Internacional, por este meio Convoca à II Conferência Internacional Com Todos e para o Bem de Todos, que decorrerá no Palácio de Convenções de Havana, Cuba, de 25 a 28 de janeiro de 2016

Maiores informações disponíveis em: http://www.porelbiendetodos.com/

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Programa sobre José Martí na Rádio Universitária - 104.7 FM

Notícia extraída em: https://www.facebook.com/blogsolidarios/?fref=nf&pnref=story

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Encontro Internacional de Cátedras Martianas é sediado mais uma vez em Pernambuco

Nos dias 28, 29 e 30 de outubro de 2015 aconteceu o XIII Encontro Internacional de Cátedras Martianas, evento dedicado a reunir estudiosos da vasta obra de José Martí (1853-1895), bem como de outros pensadores latino-americanos que, assim como o Apóstolo cubano, defendem a importância de Nossa América unida e fortalecida.

Realizado pela Cátedra José Martí da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), pela Cátedra José Martí-Francisco Julião do Instituto Federal de Pernambuco – Campus Vitória de Santo Antão (IFPE) e pela Fundação Joaquim Nabuco (FUNDAJ), o Encontro prestou homenagens ao professor Vantuil Barroso Filho, cientista político e sociólogo que coordenou a Cátedra José Martí da UFPE, e o político, advogado e líder das Ligas Camponesas, Francisco Julião (1915-1999), como parte das comemorações pelo centenário do seu nascimento.

O Encontro contou com a participação de pesquisadores e pesquisadoras da Argentina, Brasil, Costa Rica, Cuba e México que, através de mesas expositivas, apresentações de pôsteres e conferências, promoveram importantes debates sobre a atualidade da América Latina nos âmbitos educacionais, sociais, políticos e econômicos. Também fez parte da programação o lançamento dos livros: “Até quarta, Isabela” [Francisco Julião]; “José Martí: pelos caminhos da vida nova” [Carlos Rodrígues Almaguer]; “Meeiros do cacau do sul da Bahia” [Emiliano Dantas] e “Pedagogias da libertação: estudos sobre Freire, Boal, Capitini e Dolci” [Paolo Vittoria e Antonio Vigilante].

A abertura do evento aconteceu no Centro de Educação da UFPE com a apresentação do Balé Afro Majê Molê, composto por crianças e adolescentes do bairro de Peixinhos (Olinda-PE). Em seguida, deu-se início a mesa de solenidade de abertura, integrada por representantes das instituições realizadoras do evento. As demais atividades previstas na programação para os dias 28 e 29 de outubro foram desenvolvidas no auditório do Centro de Educação da UFPE e no Campus Vitória de Santo Antão do IFPE, respectivamente.

Já no dia 30 de outubro, os participantes tiveram a oportunidade de, extrapolando os muros do ambiente acadêmico, conhecer o Engenho Galiléia, palco do primeiro caso de Reforma Agrária do país após o fim da Segunda Guerra Mundial. Lá, estudantes, professores e pesquisadores puderam conhecer de perto a história de luta e resistência dos trabalhadores e trabalhadoras do campo ao lado de Francisco Julião, há exatos 60 anos.

Ainda no dia 29 de outubro, na plenária final do evento anunciou-se a sede da próxima edição do Encontro que se dará em 2016 na Argentina, na Universidad Nacional del Litoral, província de Santa Fé. Após a plenária, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), realizou uma belíssima mística de encerramento, fortalecendo a luta pela integração latino-americana.

Agradecemos a presença e a participação de todas as pessoas que fizeram deste Encontro um verdadeiro espaço de troca de conhecimentos e afetos. Esperamos reencontrá-los em breve! Abraços martianos!

Balé Afro Majê Molê



Anacleto Julião em homenagem a Francisco Julião
             Mesa de Solenidade de Abertura             
Apresentação de Pôster
(Estudantes do IFPE - Campus Vitória de Santo Antão)


Doação da obra completa de José Martí para a Biblioteca do MST - PE
Zito da Galileia em visita ao Engenho da Galileia
Visita ao Engenho da Galileia

 Saiba mais: Atualmente, existem 36 Cátedras Martianas espalhadas em 17 países, sendo cinco delas brasileiras. A primeira Cátedra inaugurada em solo brasileiro foi a da UFPE, fundada em 1999, pelo professor João Francisco de Souza. A mais recente é a Cátedra José Martí-Francisco Julião, do Campus Vitória de Santo Antão do IFPE, que iniciou seus trabalhos em 2013 e recebe este nome como significado da associação dos ideais universais de Martí com a luta de Julião com o campesinato local e de seu êxodo em Cuba e no México, fato que liga o destino do Brasil ao destino dos demais países irmãos de Nossa América. As outras Cátedras Universitárias Martianas estão situadas na Universidade de Brasília (UnB), na Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).


terça-feira, 27 de outubro de 2015

ERRATA PROGRAMAÇÃO :: XIII EICM

XIII ENCONTRO INTERNACIONAL DE CÁTEDRAS MARTIANAS
Universidade Federal de Pernambuco
Instituto Federal de Pernambuco
Fundação Joaquim Nabuco
Recife e Vitória de Santo Antão – 28, 29 e 30 de outubro de 2015

ERRATA* - PROGRAMAÇÃO 

Quarta-feira/Miércoles
28/10/2015
Quinta-feira/Jueves
29/10/2015
Sexta-feira/Viernes
30/10/2015

Centro de Educação – UFPE

08h00 – Credenciamento
09h00 – Abertura
Balé Majé Molé – Peixinhos

Descolonialidade: a advertência martiana como desafio da liberação

Mesa 1
11h15 – Neodesenvolvimentismo como ápice de estruturação do sistema capitalista, ou seria mais uma façanha do neocolonialismo? [Laedson Luiz Fernandes; Magna S. Barreto; Maria de Fátima da Silva / Brasil]
11h30 – Crisis civilizatoria y epistémica capitalista: la construcción de una epistemología descolonizadora desde y para Nuestra América [Samuel Sosa Fuentes / México]
11h45 – Debate

12h00 – Intervalo para almoço

Mesa 2
14h00 – La crítica martiana: la afectividad como mediación en la construcción del ethos revolucionario [Laura Isabel Rodríguez / Argentina]
14h15 – El camino de la liberación de nuestra América: la segunda independencia [Barbaro Yoysé Reyes Iznaga / Cuba]
14h30 – Debate

Mesa 3
14h45 –  El equilibrio de los elementos en la configuración del principio de autoctonía martiano [Elena Beatriz Torre / Argentina]
15h00  - La Carta de Jamacia, de Simón Bolívar, en el ideario Martiano [Mario Alberto Nájera / México]
15h15 – Debate

Educação e desigualdade social

Mesa 4
15h30 – Educação Infantil e desigualdades educacionais [Patrícia Simões / Brasil]
15h45 A interiorização recente das universidades federais no Nordeste: efeitos e mudanças [Patrícia Bandeira de Melo / Brasil]
16h00 – Uma breve análise das desigualdades sociais existentes e as perspectivas do programa Mais Educação [Edinoan Padre da Silva / Brasil]
16h15 – Debate

Mesa 5
16h30 – Estado da arte da produção científica sobre José Martí na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações e no Portal de Periódicos da CAPES [Alexander Willian Azevedo / Brasil]
16h45 – Paulo Freire e José Martí: aproximações para a elaboração de proposições para o ensino da concepção Libertadora biocêntrica de ensino para a Educação Física [Paulo Capela / Brasil]
17h00 – Debate

17h20 – Apresentação do Centro de Estudios Interdisciplinarios sobre Nuestra América José Martí – CEINA [Adriana Claudia Rodríguez / Argentina; Rodriggo L. Cavalcanti I / Brasil] / Lançamento de livro “José Martí: pelos caminhos da vida nova” e Conferência [Rodriggo L. Cavalcanti I e Paulo Capela / Brasil]

17h50 – Lançamento do livro “Meeiros do cacau do sul da Bahia” [Emiliano Dantas / Brasil]

Campus Vitória de Santo Antão – IFPE

07h30 – Credenciamento
08h00 – Abertura

O Manifesto de Montecristi: vigência e urgência a 120 anos de sua publicação
Mesa 6
08h30El Manifiesto de Montecristi o Partido Revolucionario Cubano va a Cuba: bases políticas  y democráticas para el establecimiento de la república que soñó José Martí [Joaquín Tomás Ferreiro González / Cuba]
08h45 –  La Pampa en la mirada martiana [Ana Copes / Argentina]
09h00 – Debate

Poesia, cultura e literatura no que fazer criativo emancipador

Mesa 7
09h15 – José Martí y la “filosofía negativa” [Gerardo Hernández / Costa Rica]
09h30 – Un museo al aire libre [Migdalia Torres Pérez / Cuba]
09h45 – Formulación metafórica, poesía e historia en el ensayo martiano “Nuestra América” [Aixa Kindelan Larrea / Cuba; Adriana Claudia Rodríguez / Argentina]
10h – Debate

Descolonialidade: a advertência martiana como desafio da liberação

Mesa 8
10h00 – Las Cátedras José Martí: construyendo la unidad de nuestra América [Vilma Mederos Gonzáles-Longoria / Cuba]

10h15Construcción de megapresas: despojo del agua en regiones pobres [Cándido González Pérez / México]

10h30 – En el ir y venir revolucionario: el recodo antillano como praxis originaria de integración nuestroamericana [Adriana Claudia Rodríguez / Argentina]
10h45 – Debate

11h00 – Intervalo para almoço

Imagens de Nossa América

Mesa 9
13h00 – Corpos Urbanos: movimento e resistência no Recife [Karla Fagundes / Brasil]
13h15 – Retratos [Mergulha e Voa / Brasil]
13h30 – A história do homem por suas casas: um ensaio fotográfico [Hélia Scheppa / Brasil]
13h45 – Debate

Educação popular e Educação do campo: Martí e Julião

Mesa 10
14h00 – Narrativas do Cafundó: possíveis contribuições de uma experiência extensionista para o processo de formação universitária [Cleiton Amâncio Félix; Rui Gomes de Mattos Mesquita / Brasil]
14h15 – José Martí e a Educação Popular [Rodriggo L. Cavalcanti I; Paolo Vittoria / Brasil]
14h30 – Cuba agraria: de los latifundios a la Revolución agroecológica [Gabriel de Melo Faria / Brasil]
14h45 – Debate

15h05 – Lançamento do livro “Pedagogias da libertação: estudos sobre Freire, Boal, Capitini e Dolci” e Conferência [Paolo Vittoria / Brasil]

15h35 – Lançamento do livro “Até quarta, Isabela”, de Francisco Julião e Conferência [Anacleto Julião / Brasil]

16h15 – Plenária final
Mística do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra

Entrega de Certificados e Coquetel de encerramento











PASSEIO AO ENGENHO GALILÉIA
[VITÓRIA DE SANTO ANÃO]



* Por motivos de força maior, foram realizadas algumas alterações na programação original do evento.